Bem-vindo ao SENAR SERGIPE

O que você procura?


O cA?lculo do custo da produAi??A?o de milho nos empreendimentos rurais em Sergipe foi tema do painel que reuniu, na manhA? de ontem (31), produtores na cidade de SimA?o Dias (SE). A aAi??A?o faz parte do Projeto Campo Futuro, realizado pela ConfederaAi??A?o da Agricultura e PecuA?ria do Brasil (CNA), pela FederaAi??A?o Agricultura e da PecuA?ria do Estado de Sergipe (FAESE) e pelo ServiAi??o Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR), em parceria com o Centro de Estudos AvanAi??ados em Economia Aplicada (Cepea).
A atividade do Projeto Campo Futuro tem como foco o levantamento do custo mAi??dio de uma propriedade na regiA?o. A metodologia utilizada para este fim foi a realizaAi??A?o de um painel, por meio do qual foram reunidas as informaAi??Ai??es fornecidas pelos produtores locais para a criaAi??A?o de uma unidade representativa, ou, de acordo como termo utilizado, modal. A propriedade modal Ai?? definida como aquela que ocorre com maior frequA?ncia na regiA?o. “NA?s fizemos uma propriedade mAi??dia, de 120 hectares e uma pequena, de 40 hectares. O resultado foi bem interessante. O objetivo Ai??, primeiramente, levar informaAi??A?o para o produtor, fazer com que ele tenha em mente esses nA?meros e volte ou passe a calcular os seus custos de produAi??A?o”, explica Fernando Capello, tAi??cnico do Cepea.
A atividade surpreendeu os produtores participantes, que contaram com apoio tAi??cnico para explicaAi??A?o a respeito da forma adequada de cA?lculos de custos de produAi??A?o. “Para nA?s, produtores, foi importante que cada um pudesse conhecer melhor a sua realidade. Para que se tenha uma ideia, variA?veis como custos administrativos, depreciaAi??A?o do maquinA?rio e oportunidades da terra raramente entravam nos cA?lculos de custos, mesmo tendo grande impacto neles”, avalia o produtor Martinho Bravo. A correta anA?lise da produAi??A?o terA? influA?ncia positiva na tomada de decisAi??es dos produtores, a partir de agora. “Ter noAi??A?o desses custos evita que a produAi??A?o seja uma aventura e dA? mais seguranAi??a para o produtor”, complementa Martinho.
A capacitaAi??A?o por que passa o produtor durante a realizaAi??A?o das aAi??Ai??es do Projeto vai alAi??m dos cA?lculos de custos de produAi??A?o. As reuniAi??es tAi??cnicas tambAi??m tem foco na orientaAi??A?o que proporcione o aumento na produtividade e rentabilidade das propriedades. Alan FabrAi??cio Malinski, TAi??cnico do Instituto CNA que participou da atividade, explica: “Viemos a Sergipe para avaliar como tA?m sido as condiAi??Ai??es de plantio nos A?ltimos anos e se os produtores tA?m enfrentado algum problema, para que a gente possa direcionar nossas aAi??Ai??es. O objetivo Ai?? manter o produtor na atividade”.
AlAi??m de nortear a gestA?o dos produtores rurais em seus empreendimentos, o Projeto Campo Futuro adquire outro importante papel. AtravAi??s dos cA?lculos efetuados em cada localidade, Ai?? possAi??vel reconhecer as especificidades de cada estado. Para Ivan Sobral, Presidente do Sistema FAESE/SENAR, “Essas informaAi??Ai??es sA?o essenciais para que possamos atuar junto ao Governo a fim de que sejam possAi??veis alteraAi??Ai??es nas polAi??ticas pA?blicas, como atualizaAi??A?o das planilhas referA?ncia para obtenAi??A?o de crAi??dito agrAi??cola no custeio e a aAi??A?o de preAi??o mAi??nimo praticado pelas InstituiAi??Ai??es governamentais, garantindo a rentabilidade e sustentabilidade destes produtores. Com isso, podemos realizar intervenAi??Ai??es que representem os interesses do produtor do nosso estado”.