Bem-vindo ao SENAR SERGIPE

O que você procura?


Após quase um ano que o programa de Assistência Técnica e Gerencial foi finalizado, produtores assistidos no primeiro grupo continuam aumentando a produção. Nos municípios de Carira e Nossa Senhora da Glória, produtores investiram em ordenhas mecânicas.

 

O Programa de Assistência Técnica e Gerencial do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural em Sergipe – Senar/SE iniciou em Sergipe em 2016 beneficiando 140 produtores distribuídos em sete municípios sergipanos. Atualmente, 200 produtores em 10 municípios estão sendo beneficiados com o programa até 2020.

 

O produtor de leite de Porto da Folha, Manoel Messias Campos, é um dos produtores que deu continuidade aos ensinamentos oferecidos durante a assistência e duplicou a produção após um ano de programa.

 

“Antes a gente não sabia dar comida ao gado. Meu custo é bem menor do que antes do programa e eu só tenho que agradecer. Terminei o programa com 200 litros de leite por dia e agora, após quase um ano que o programa acabou, produzo  400 litros de leite por dia”, afirma.

 

 

O produtor Messias já deu início a construção de uma ordenha mecânica para aumentar mais ainda a produção. “Dei continuidade as anotações. Estou investindo na propriedade construindo a minha ordenha mecânica. Este programa mudou muito a minha vida”.

 

O produtor de leite do município de Carira, Adriano Vieira da Costa, implantou uma ordenha mecânica após o programa e a produção já aumentou. Adriano conta que achou que a produção fosse diminuir no início do novo processo, mas superou as expectativas.

 

“Antes do programa eu tinha uma média de 150 litros por dia, finalizei o programa com 400 litros e hoje eu produzo 500 litros de leite por dia. A tendência é aumentar e dar continuidade ao que aprendi. Se melhorou, não se pode voltar”, afirma Adriano.

 

 

Programa

 

O Programa de Assistência Técnica e Gerencial do Senar/SE oferece assistência gratuita ao produtor rural, que participa de treinamentos ao longo dos dois anos. O produtor também recebe visitas mensais dos técnicos de campo que orientam como os produtores podem melhorar a produção.