Bem-vindo ao SENAR SERGIPE
(79) 3211-3264 | (79) 3214-6817

O que você procura?



A Assistência Técnica e Gerencial (ATeG) do Senar Sergipe já ultrapassou mais de 20 mil visitas a propriedades rurais em Sergipe e atendeu mais de mil produtores desde o primeiro atendimento em 2016, quando o programa começou, em parceria com o Sebrae e era chamado de Sertão Empreendedor, atendia somente a bovinocultura de leite.

 

Em 2020, o Senar Sergipe, em parceria com o Agronordeste do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento do Brasil, passou a atender também as cadeias de fruticultura e agroindústria, além da bovinocultura de leite. Já em 2021, mais cadeias do agro começaram a ser transformadas, como a ovinocaprinocultura e a bovinocultura de corte, a assistência continuou com as demais já citadas.

 

Em 2022, os produtores da carcinicultura e olericultura também começam a receber as visitas técnicas para transformação do agronegócio em Sergipe. “O Senar cumpre a missão de contribuir para o desenvolvimento do agronegócio e busca estar atento às principais demandas de Sergipe, que é o quarto maior produtor de camarão do Brasil, segundo os dados do IBGE, então buscamos levar a assistência também para esta crescente cadeia”, explica Ivan Sobral, presidente do Sistema Faese/Senar.

 

Desde então, a AteG transformou a realidade dos produtores rurais assistidos, com redução de custos e aumento de produtividade. A produtora de lácteos Regina Cardoso, de Nossa Senhora da Glória é um exemplo, com a assistência aprendeu a gerenciar a produtividade da queijaria, assim, aumentou de 600 para 1300 litros de leite processados no dia, para produção de queijo e manteiga.  Além disso, a Quero Mais laticínios foi a primeira queijaria do Programa Agronordeste a alcançar o Serviço de Inspeção Estadual (SIE), que garante a qualidade dos produtos.

 

Após dois anos, que é o tempo de duração do programa, os últimos grupos do Agronordeste da bovinocultura de leite constataram aumento de lucro de 150%. Já na fruticultura, o aumento na margem bruta foi de 159% dos 33 produtores assistidos nesta cadeia.

 

O levantamento dos dados foi feito pelo Senar Sergipe e registrou ainda, o aumento médio de 25% na renda bruta desses produtores assistidos na atividade leiteira, através de intervenções técnicas de gerenciais.

 

Outro caso de sucesso é o produtor de leite Carlos Alberto de Nossa Senhora da Glória, durante o período de assistência, a ordenha que era manual, passou a ser mecânica. Em 2020, deu outro grande passo, com a inseminação artificial. O melhoramento genético já trouxe resultados positivos, com o nascimento de bezerras inseminadas por ele. Segundo Alberto, a Assistência Técnica e Gerencial (ATeG) foi extremamente importante para o seu crescimento na área. “Passei de uma produção diária de 67 litros de leite, em 2017, para 600 litros, em 2021, com média de produção de 20,5 litros de leite por vaca”, disse.

 

Assistência Técnica e Gerencial (ATeG)

 

A Assistência Técnica e Gerencial do Senar é gratuita e os produtores selecionados têm dois anos de acompanhamento. O objetivo é capacitar para o empreendedorismo e a gestão do negócio, elevar a renda e a produtividade buscando eficiência e eficácia, aumentar a rentabilidade, estabelecer o perfil tecnológico, social e econômico, além de elaborar o planejamento estratégico da propriedade.

 

Os resultados são alcançados através de visitas técnicas mensais, diagnóstico produtivo e individualizado, adequação tecnológica, além de uma série de capacitações e avaliação dos resultados. Além do produtor, o técnico de campo também ganha, já que amplia a atuação profissional e desenvolve uma formação continuada.

Programação de entrega de certificados

Para marcar os resultados positivos do grupo de produtores assistidos pelo Senar, será realizada a entrega de certificados nos municípios onde receberam a Assistência Técnica e Gerencial, pelo Agronordeste.

Produtores do município de Nossa Senhora da Glória das cadeias produtivas de Agroindústria de queijos e Bovinocultura de Leite.
Data: 19/05 às 9h (quinta-feira)

Município: Nossa Senhora da Glória

Local: Auditório da Praça da Juventude

 

Produtores do município de Graccho Cardoso das cadeias produtivas de Agroindústria de queijos e Bovinocultura de Leite.

Município: Graccho Cardoso

Data: 19/05/2022

Horário: 14h

Local: Sindicato dos trabalhadores Rurais

Rua do Matadouro, 02.

Produtores dos municípios de Canindé do São Francisco e de Poço Redondo das cadeias produtivas de Agroindústria de queijos, Fruticultura e Bovinocultura de Leite.

Data: 20/05/2022 às 9h (sexta-feira)

Município: Canindé do Francisco

Local: Centro Comunitário do Projeto Jacaré Curituba

 

Produtores do município de Feira Nova e região da cadeia produtiva de Bovinocultura de

Leite.

Data: 24/05/2022 às 9h (terça-feira)

Município: Feira Nova

Local: Quadra Poliesportiva Romeu Guilherme dos Santos

 

Produtores dos municípios de Carira, Frei Paulo, Pedra Mole, Simão Dias e região da cadeia produtiva de Bovinocultura de Leite.

Data: 27/05/2022 às 9h (sexta-feira)

Município: Pinhão

Local: Ginásio de Esportes, localizado na Praça Principal


Posts Relacionados

Notícias
Sistema Faese/Senar lança Sala do Produtor Rural em municípios do interior de Sergipe
Notícias
Pecuaristas recebem certificados da Assistência Técnica e Gerencial no Dia Mundial do Leite
Notícias
Irrigantes e aquicultores precisam atualizar cadastro para manter desconto na conta de luz
Mais Notícias >

Este site utiliza tratativa baseada na Lei Geral de Proteção de Dados Lei nº 13.709/2018. Para saber mais, basta acessar nossa Política de Privacidade.