Bem-vindo ao SENAR SERGIPE

O que você procura?


O Sistema CNA/Senar e as Federações do Nordeste se reuniram com a ministra Tereza Cristina e integrantes do Ministério da Agricultura para discutir o planejamento e alinhar as ações prioritárias do AgroNordeste.

 

O programa foi lançado em outubro pelo governo federal para promover o desenvolvimento do Nordeste com assistência técnica e gerencial (ATeG) do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural.

 

“Essa é uma grande oportunidade para ajudar o produtor e mudar a realidade do meio rural nordestino com tecnologia”, afirmou o presidente da CNA, João Martins. “Vamos tornar o produtor mais eficiente e diminuir a desigualdade na região.”

 

O programa é voltado para pequenos e médios produtores rurais de municípios dos nove estados do Nordeste, além de Minas Gerais. O foco é auxiliar esses produtores a expandir a produção e a comercialização, alcançando novos mercados.

 

Para a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, “os produtores rurais do Nordeste precisam de assistência técnica e por isso conto muito com o Senar. A metodologia de vocês é uma das melhores que existe. Eu quero ver aquelas pessoas com assistência técnica e renda”.

 

O Senar está mobilizando produtores rurais e capacitando técnicos de campo para iniciar a assistência técnica e gerencial nas propriedades rurais.

 

“Já temos produtores mobilizados nas cadeias e técnicos de campo credenciados para começar. Estamos prontos para iniciar a assistência técnica e implantar controle gerencial em 100% das propriedades atendidas”, afirmou o diretor-geral do Senar, Daniel Carrara.

 

O presidente do Senar Sergipe, Ivan Sobral, destaca que em Sergipe serão beneficiados 558 produtores nas área se agroindústria, fruticultura e pecuária leiteira.

 

“Já iniciamos a assistência técnica em Sergipe e a meta é  levar a assistência para esses 558 produtores durante dois anos. É uma assistência gratuita com visitas mensais de um técnico de campo. Sergipe vai crescer mais ainda com a assistência técnica porque esses produtores vão aumentar a produção diária e melhorar a qualidade do leite”, afirma Ivan.

 

Com informações da CNA