Bem-vindo ao SENAR SERGIPE

O que você procura?


A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) iniciou na última terça, 23, os primeiros painéis de custos de produção de 2019.  A iniciativa faz parte do Projeto Campo Futuro,  que alia a capacitação do produtor rural à geração de informação para a administração de riscos de preços, de custos e de produção na propriedade rural. O levantamento foi realizado em Nossa Senhora da Glória e Aracaju.

O assessor técnico da Comissão de Pecuária de Leite da CNA, Thiago Rodrigues, explica que o Projeto Campo Futuro faz o levantamento detalhado das informações técnicas e econômicas de diferentes atividades agropecuárias juntamente com o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar). Em Sergipe, a atividade analisada é a pecuária de Leite.

“O projeto campo futuro alia o levantamento de informações do campo onde a gente tem a participação de produtores e técnicos da região que a gente visita para tentar montar um retrato da atividade da qual a gente está participando. Estamos trabalhando com a pecuária leiteira em Sergipe e visitamos Nossa Senhora da Glória e Aracaju”, explica Thiago.

Assessor técnico da CNA explica como funciona o Projeto Campo Futuro

O assessor técnico da CNA destaca que são coletados indicadores técnicos e econômicos de uma propriedade típica da região para que a partir dos dados coletados seja realizado um retrato da atividade na região.

“Levantamos alguns indicadores técnicos relacionados ao rebanho, alimentação e forma de manejo. Tudo isso vinculado às informações econômicas. Basicamente, o que a gente define é o custo da produção da atividade. O quanto o custo da alimentação, por exemplo, impacta na receita do produtor, o custo do leite produzido nessas propriedades. Então, a gente tenta aliar junto com essas informações dos produtores tanto tecnicamente e economicamente para que a gente consiga dar saídas para o produtor porque quando a gente analisa o indicador econômico, ele pode sinalizar alguns pontos que a gente mexendo tecnicamente pode trazer mais rentabilidade par ao produtor”, pontua Thiago.

O presidente da Federação de Agricultura e Pecuária do Estado de Sergipe – Faese, Ivan Sobral, destaca a importância da realização dos painéis para traçar políticas públicas voltadas para a agropecuária da região.

“O painel é um procedimento de obtenção de informações que proporciona mais agilidade na atualização dos dados. Uma forma de conhecer o custo da produção das principais atividades econômicas do estado que é o milho e o leite”, enfatiza.