Bem-vindo ao SENAR SERGIPE

O que você procura?


Os produtores de leite assistidos pelo Programa de Assistência Técnica e Gerencial – ATeG do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural em Sergipe – Senar/SE participaram nesta sexta-feira, 20, do Dia de Campo sobre manejo reprodutivo. Um dos temas discutidos foi a importância da inseminação artificial.

 

Objetivo do Dia de Campo foi orientar os produtores sobre o manejo reprodutivo correto. A técnica de campo da ATeG, Pábola Nascimento, afirma que o manejo reprodutivo interfere diretamente na produção de leite.

“Se a gente pensar em produção de leite está diretamente relacionada à reprodução. A vaca precisa parir para ter o bezerro e entrar em lactação. Se a reprodução dela não está ajustada, ela não vai ter cios regulares e não vai ter bezerro, parto e leite. Está tudo interligado”, afirma Pábola.

 

O produtor de leite, João de Souza, foi assistido pelo Senar/SE por mais de dois anos. Ele destacou a importância do Dia de Campo. “Há muito tempo trabalho com leite e não realizava inseminação. Vou começar a fazer e o dia de hoje ajudou a esclarecer dúvidas”.

 

O produtor João Lima conta que pretende investir em genética e que o curso orientou sobre como ele dever começar a inseminar. “O encontro esclareceu muita coisa em uma área que a gente não tinha tido oportunidade que é a inseminação artificial. Estou mais interessado e quero me especializar nessa área. Esse curso esclareceu muita coisa”, afirma.