Bem-vindo ao SENAR SERGIPE

O que você procura?


Os Técnicos do programa de Assistência Técnica e Gerencial – ATeG do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural em Sergipe – Senar/SE estão realizando uma capacitação sobre tecnologias apropriadas à produção de leite em Sergipe na Embrapa Gado de Leite, em Minas Gerais. Os técnicos estão conhecendo novas tecnologias para apresentar aos produtores rurais sergipanos.

O objetivo do treinamento é mostrar aos técnicos as principais tecnologias para a eficiência da atividade leiteira, buscando o aumento da produtividade, da qualidade do leite e, principalmente, da lucratividade. A Coordenadora da ATeG, Taynã Matos, explica que durante o treinamento, os técnicos estão participando de palestras e visitas em propriedades sustentáveis voltadas para a produção de leite.

“Para uma boa produção leiteira é necessário uma cadeia de fatores adequados e apropriados para esta atividade, com este intuito o SENAR/SE proporcionau esta capacitação técnica aos profissionais de campo da Assistência Técnica e Gerencial, afim de capacita-los para colocarem em prática nas propriedades de leite sergipana,  nesta oportunidade os técnicos de campo puderam conhecer pesquisas e estudos realizados e comprovados no rebanho leiteiro, formam comparadas diversas situações, com isso cada técnico tem a capacidade de analisar e identificar o que será implantado para cada produtor assistido, provocando assim a sustentabilidade da sua produção, através de medidas preventivas e corretivas”, explica Taynã.

Os técnicos realizaram diversas palestra e visitas técnicas voltadas para qualidade do leite, bem estar animal, reprodução, sistemas confinados, manejo nutricional, pastagens adaptáveis, parasitas, doença mais comuns, entre outras. Todo conhecimento adquirido tem por objetivo proporcionar uma maior evolução para os produtores sergipanos.

A supervisora Camila ainda destacou os principais benefícios deste treinamento para os produtores rurais, que vão receber a assistência técnica dos técnicos que estão sendo qualificados.

“Os benefícios são que através de práticas preventivas e adoção de protocolos nas propriedades leiteiras assistidas pela ATeG ou Sertão Empreendedor preconizando os ajustes produtivos necessários a boa eficiência que asseguram eficácia nos rendimentos e retornos do capital investido pelos produtores. Temos muito a fazer, muito a avançar em busca da profissionalização do setor leiteiro sergipano, mas temos a certeza que estamos no caminho correto para alcançar os objetivos e satisfazer os anseios do setor agro”, enfatiza.

Para a técnica de campo Annelise Aragão, a experiência de conhecer as ações de outras regiões do país agrega conhecimento para os técnicos e para os produtores.

“É muito importante esta iniciativa do Senar em levar os técnicos para adquirir conhecimento e estar sempre se atualizando para levar o melhor para os produtores. Esta troca de experiência de diferentes regiões, como também entre os técnicos, é interessante porque conhecemos a realidade das outras propriedades. Para o técnico que sempre está se renovando é gratificante profissionalmente”, pontua.