Bem-vindo ao SENAR SERGIPE

O que você procura?


Os alunos do curso de Aprendizagem Rural no município de Rio Real, Bahia, realizarão a última etapa do curso que é a prática profissional. O objetivo do curso é formar os jovens do meio rural para o mercado de trabalho.

O Programa de Aprendizagem Rural é desenvolvido através Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Sergipe e da Bahia. No município de Rio Real, 22 alunos estão sendo atendidos pelo programa que tem uma duração de um ano formado por três etapas: módulo básico, módulo específico e prática profissional. Os alunos recebem uma bolsa de meio salário para participar do curso.

A aluna Franciele Araújo dos Santos, 20 anos, conta que está na expectativa para iniciar a atividade profissional. Ela vai começar a prática no setor de viveiros de mudas de laranja.

“Na primeira turma, fiz a inscrição, mas não consegui entrar e esse ano deu certo. A minha expectativa para esta nova etapa é novos conhecimentos. A experiência será outra que é aplicar o que eu aprendi”, afirma Francieli.

Franciele lembra que estava sem rumo e depois do curso surgiram alternativas. Ela gostou tanto da prática do campo que pretende entrar na universidade no curso de Agronomia.

“Ajudou a encontrar um rumo porque meus pais vivem isso, mas eu ficava por fora. O professor me deu força de vontade para entrar no curso de Agronomia e eu vou fazer o Enem para entrar”, ressaltou.

O aluno Ecton da Silva Santos, 21 anos, também participa do curso e usou a plantação do pai para testar os conhecimentos adquiridos. Ele sempre trabalhou no campo com os pais e no início teve que conciliar o trabalho com o curso.

“Sempre trabalhei no campo com os meus pais. Acordava cedo porque primeiro tinha que trabalhar no campo e depois voltava para casa tomava banho e ia para aula. Aprendi muita coisa que eu sabia, mas não sabia detalhes como, por exemplo, a questão de adubação, enxertia, mecanização e irrigação”, lembra Ecton.

Ecton ainda ressalta o impacto do programa em sua formação. “Antes eu estava desesperado porque as coisas estavam complicadas na roça, mas esse curso do Senar trouxe uma expectativa e uma oportunidade de continuar trabalhando e produzindo”.

O instrutor Saymon Santos Fontes finalizou o módulo de fruticultura com foco na citricultura. Segundo Saymon, o curso tem um papel importante que é qualificar os jovens para que eles permaneçam no campo.

“Uma turma muito boa porque muitos alunos vieram do campo. Filhos de agricultores que estavam desmotivados e com o treinamento eles relataram que se sentiram motivados em se manterem no campo e perpetuar o negócio da família. Isso traz uma motivação porque trouxe o desejo da juventude permanecer no campo porque a tendência é a juventude migrar para a cidade em busca de emprego. Isso permite que os jovens vejam o campo como uma alternativa viável”, ressaltou.

Empresa

O curso atende uma demanda da Indústria Alimentícia Maratá. Nesta última etapa de prática profissional, os alunos passarão por todos os setores da empresa sob a supervisão de um técnico.