Bem-vindo ao SENAR SERGIPE

O que você procura?


Uma aAi??A?o com resultados em larga escala. A caravana de Sergipe para a participaAi??A?o no Agropec 2017 produziu efeitos acima da mAi??dia no tocante Ai?? multiplicaAi??A?o de tecnologias, estudos e novidades nas tAi??cnicas de produAi??A?o das dez cadeias contempladas pelo evento, que aconteceu no municAi??pio de Parnamirim (RN), durante os A?ltimos dias 7 e 8 de agosto. Os 80 participantes da caravana organizada pelo Sistema FAESE/SENAR retornam a Sergipe com o propA?sito nA?o apenas de repassar o conteA?do adquirido mas, sobretudo, de aplicA?-lo nas suas propriedades.

A velocidade com que novas tecnologias sA?o incorporadas aos processos de produAi??A?o ligados Ai??s cadeias que compAi??em o AgronegA?cio Ai?? enorme. O resultado de novas prA?ticas sA?o observados no aumento da produtividade, na eficA?cia da mA?o de obra aplicada e no custo total das operaAi??Ai??es. Isto demanda do produtor rural uma atualizaAi??A?o constante. Nesse sentido, o Agropec 2017 foi de grande valia. “Ele foi bem organizado, com palestrantes de muita qualidade e com assuntos pertinentes aos nossos interesses. Foi um evento que sA? nos somou. Somos muito gratos ao Sistema pela oportunidade”, declara John George Carvalho Donald, produtor de leite no municAi??pio de Carira, que Ai?? constantemente estimulado Ai?? atualizaAi??A?o profissional por meio do programa de assistA?ncia tAi??cnica e gerencial do Senar/SE. “A assistA?ncia estA? nos proporcionando novos conhecimentos e revisando conhecimentos adquiridos por meio da vida prA?tica”, complementa.

O desafio, agora, Ai?? aplicar toda a gama de novidades vistas no evento. “O Agropec nos permitiu uma aprendizagem A?tima. Vou tentar colocar tudo em prA?tica”, declara Carlos Eduardo Bastos, que alAi??m do conteA?do dos cursos realizados e palestras assistidas, deixa o Rio Grande do Norte com outro grande presente. O produtor de leite ganhou uma caixa de ferramentas durante uma das atividades, por ter acertar a pesagem de leite dos animais de raAi??a Sindi.

Mesmo para quem acabou de concluir o Curso Tecnico em AgronegA?cio do Senar/SE, a oportunidade de ter acesso ao conteA?do programA?tico do Agropec 2017, foi essencial para nortear as atividades de quem se insere no mercado como profissional a partir de agora ou aplica o conteA?do trabalhado no Curso TAi??cnico na sua propriedade ou de terceiros. “IncrAi??vel como lembrava dos nossos debates em sala de aula. AlAi??m disso, o congresso me permitiu o contato com as inovaAi??Ai??es, tAi??cnicas aplicadas e manejos desconhecidos por mim, bem como a melhor forma de levA?-los ao produtor, que Ai?? o meu alvo principal. Espero que o SENAR/SE possa continuar proporcionando os cursos e capacitaAi??Ai??es para os homens e mulheres do campo”, declara Adnycleive Santos Costa, aluna que serA? apresentada Ai?? sociedade como TAi??cnica em AgronegA?cio no prA?ximo dia 26 de agosto.

A iniciativa do Sistema FAESE/SENAR quando da organizaAi??A?o da caravana, demonstra a preocupaAi??A?o das instituiAi??Ai??es com a atualizaAi??A?o profissional dos que vivenciam o AgronegA?cio sergipano. “O alcance de uma aAi??A?o como essa Ai?? incalculA?vel. Fazer com que Sergipe esteja antenado com as novidades do setor agropecuA?rio Ai?? fundamental para o crescimento do nosso Estado, jA? que, a exemplo do que acontece em todo o paAi??s,o AgronegA?cio tem grande peso para a sua economia e para o seu desenvolvimento social”, pondera o Presidente do Sistema, Ivan Sobral. Mas, este trabalho nA?o acaba no Agropec. Para possibilitar a propagaAi??A?o do conteA?do adquirido no evento, tAi??cnicos do Senar/SE compuseram a caravana. O objetivo Ai?? que possam multiplicar o acesso das tecnologias e mAi??todos apresentados por meio dos projetos educacionais desenvolvidos pela entidade. “Um evento como o Agropec Ai?? de suma importA?ncia para ajudar o tAi??cnico a desenvolver o trabalho dele no campo. A gente teve a oportunidade de trazer os produtores para o evento e, dentro desse evento, eles estA?o vivenciando o que a gente fala em teoria e vendo que essa nA?o Ai?? uma realidade que estA? distante dele e que ele pode aplicar isso dentro da sua propriedade”, explica Aline de Jesus Melo, tAi??cnica do SENAR/SE que atua no municAi??pio de Frei Paulo.